Total de visualizações de página

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Como não pensei nisto antes?


Uma história de amor e de amizade, com direito a...antes...





...depois!


Pra escrever este post, preciso voltar no tempo...34 anos atrás, quando cheguei
em Bom Jesus do Itabapoana/RJ, recém aprovada em um concurso da CAIXA.
                     Nesta cidade, me apaixonei e casei com o Tarcísio, tendo celebrado Bodas de Nácar,
na semana passada, lembram-se?
Assim, quando fui procurar um médico Ginecologista, encontrei uma médica, a
              Nélia. Desde então, ficamos amigas. Nossas filhas, Lívia e Lígia estudavam juntas, e as
coincidências não param por aí...temos filhos que se chamam Bernardo, eu tenho um filho
 Rafael e ela um neto, também Rafael...
A vida nos separou, várias vezes, levando-a pra longe... eu fiquei por aqui, esperando
sem saber, que um dia ela ia voltar e faríamos um projeto juntas!
Uma noite dessas, pelo Facebook, ela longe, em outro Estado deste Brasil, me chamou 
para um bate papo , e entre outras coisas , me falou que estava voltando e passaria 
mais tempos por aqui.
Na ocasião , me contou ter muitas portas e janelas em sua garagem e que queria
que fôssemos lá, para avaliar e pra criarmos alguma coisa juntas...isso mexeu
com um bichinho, que tenho dentro de mim...o tal , o "bicho carpinteiro", que não
permite que eu veja uma janela ou uma porta, um armário ou um criado, um banquinho, sequer...
ou um pedacinho de tábua, como este, sem tentar criar alguma coisa útil, preservando
o Planeta e me sentindo mais realizada e, consequentemente...
feliz!
Temos as terças-feiras livres, e ela que ainda exerce a medicina ( não é folgada
aposentada como eu), entre a Clinica, os plantões, as viagens pra ver a filha
Lígia, o genro e a netinha Mariana, entre as aulas de culinária...é uma workaholic
esta minha amiga...chega aqui em casa, com uma cara boa...alegre...e vamos pro ateliê,
após um cafezinho, rumo a criação...lá pelas tantas, ela começa a bocejar e a
gente constata, como é bom pintar, conversar, relaxar...
 Fizemos esta peça, de início, porque acho muito
desanimador você se propor a aprender algo e chegar lá, na aula e ficar ouvindo
blábláblá... por exemplo...se você vai aprender violão, quer sair no primeiro dia, tocando, 
pelo menos, So Love...so love...devagar e sempre...baseada nesta filosofia de vida, que é minha,
só minha, fizemos uma pátina, aproveitando algumas ranhuras que a peça apresentava,
e uma decoupagem com guardanapo de lindas folhas de hera... assim, nasceu 
um porta-chaves. Eu gostei do resultado, muito!
                           A peça, medindo aproximadamente, 35X35cm, era uma tampa de caixa
de som ambiente,  comum em nossas casas , nos anos 80.
Brinco com ela, que transformamos o Lixo no Luxo e desta brincadeira,
nasceu o nome pra nova linha de produtos da Oficina Artesanal Pra Casa.
Já estamos com mais duas peças em andamento: duas portas de treliça e duas
portas onde temos espelhos...
                            Aguardo, ansiosamente, pela próxima terça-feira e por minha amiga querida.
Enquanto escrevia, me veio à lembrança a belíssima Canção pra
                                      Quando Você Voltar, que por incrível que pareça, não consegui
                                descobrir a autoria pra dar os créditos...seria Leoni ou Herbert Vianna?
   A Wikipédia me contou que a música foi feita pelo Leoni, para o Herbert, após o acidente 
sofrido por este. Vejamos:
                                                                           
Enquanto a noite passa por mim
Eu rego o seu jardim
Você já vai voltar.
Om mani padme hum.

Um brinde à vida e às belas amizades!
Beijo




10 comentários:

Telma Maciel disse...

Que legal!!! É bom demais qndo a gente tem um projeto junto com uma pessoa querida, né?
Daí virão outras coisas mto lindas como esse porta chaves, q apaixonei nele!! eu ADORO coisas rústicas pra casa... acho lindo!
Beijão!

amorartes disse...

Amizade verdadeira nunca morre pode permanecer adormecida por algum tempo,mas quando a resgatamos sentimos que sempre esteve presente.

brincando com linhas e tintas disse...

Nossa q post legal de se ler!! adorei tudo, a historia, a lembrança e o resultado..me senti la tb..
Bjs

Angela disse...

Nossa Claudia que post lindo!Arte e amizade junção infinitamente perfeita. Lindo trabalho.
Bj e que esse projeto se multiplique!

ONG ALERTA disse...

Amigos verdadeiros nunca cobram nada apenas respeito o tempo de cada um, beijo Lisette.

Eva Sabbado disse...

Claudiaminha querida,lindo post,lindo trabalho, me lembrei de uma amiga muito querida que tenho, dos tempos lá atrás com muitas coincidencias tb, coisa boa se morássemos pertinho, mas a amizade resiste, é forte e bonita como a de vcs,super parabéns,adorei conhecer mais esse ladinho lindo seu. bjinhos, bom dia!

casa de fifia disse...

bom dia Claudia
querida è assim mesmo quando estamos na companhia de pessoas que tem afinidades conosco,o tempo voa.
espero pras ver as portas,gostei do porta chaves,e muito bom reencontrar velhos amigos
bom fim de semana

baci

Patricia disse...

Ah,nada como ter amigas e poder compartilhar essa amizade de forma tão bela,criando e renovando!!!
Adorei a criação,ficou linda D+!
Parece uma caixa de frutas que fiz pra minha mãe colocar a Nossa Senhora dela no jardim.Fiz pátina branca e tambem decoupei com eras,ficou linda e nós sempre nessa sintonia! rsrsrsrsrs
bjs as duas
Patricia petro

Luiza Mallmann disse...

Q história linda, Claudinha! Amizades boas precisam ser preservadas!

Curiosa pra ver as novas peças!

Beijão!

Luiza Mallmann
decorarsustentavel.blogspot.com

Regina disse...

Que postagem excelente Claudia, adorei ler o seu texto, saber dessa sua estoria, e gostei muito da peca que fizeram.


ps.: estou no trabalho e o computador daqui nao reconhece acentos ortograficos :(